Até julho, a maquiagem Natura está repleta de lançamentos e descontos imperdíveis, sem falar nos tutoriais superesperados da Camila Coelho – sim, o Movimento Adoro Maquiagem chegou! Para apresentá-lo, convidamos a cantora Maíra Freitas, filha de Martinho da Vila, para interpretar uma nova versão da canção mais famosa do pai, Mulheres. Na releitura, quem fala é a mulher, com todas as idades, cores, amores e personalidades que cabem dentro de cada uma de nós.

 

No dia em que apresentou a música pela primeira vez, antes do desfile da grife Apartamento 03, na São Paulo Fashion Week, a cantora de 30 anos conversou com a gente sobre a experiência e a relação dela com beleza e maquiagem. Confira!

 

Como foi interpretar uma adaptação da música mais famosa de seu pai, Mulheres?

Embora interprete canções dele no meu show, sempre tive dificuldade em cantar essa especificamente. A letra original tem elementos machistas, clichê, e o eu lírico é o típico homem garanhão. Agora, essa nova versão faz sentido para mim e tem tudo a ver com as mulheres: nós não somos uma só, ora somos vividas, ora atrevidas, ora românticas… Como diz a música, “sou tudo o que um dia eu sonhei pra mim”, não o que a sociedade ou a mídia esperam.

 

Vocês conversaram depois da gravação?

Sim, eu mesma contei sobre o projeto e ele adorou a nova versão. Deu um novo sentido à música e ele achou isso muito importante.

 

Você acredita que a beleza pode ser empoderadora?

Quando nos sentimos bonitas ficamos mais felizes e confortáveis, e isso também nos deixa mais belas, como um ciclo. Empoderar-se também é tomar para si a própria imagem, aceitá-la e valorizá-la. Mas precisamos evoluir política e socialmente, ainda há muito pelo que lutar e a representação na mulher na política está muito aquém do que deveria.

 

Como é a sua relação com a beleza hoje?

Sempre fui ligada em maquiagem, mas acho que aos 20 e poucos anos eu tentava me montar demais e acabava me transformando em algo que não era eu. Aprendi vários truques, assistia a tutoriais, mas hoje a relação com make-up é mais relaxada. Não me preocupo em ser “fatal”, trouxe mais elementos afro ao meu visual e aceito melhor minha beleza de cara limpa. Mas continuo vaidosa e adoro me arrumar!

 

E o seu ritual de maquiagem? De quais produtos não abre mão?

Se eu estiver com a pele bem-cuidada, com uma base leve, máscara de cílios e blush já me sinto ótima! Valorizo muito a beleza natural, mas adoro passar batom vermelho de vez em quando também.

 

Ficou curiosa para assistir ao vídeo da Maíra? Então confira essa homenagem a todas as possíveis belezas, que agora é de todas as mulheres. Afinal, música, make e protagonismo feminino têm tudo a ver!