Às vezes considerado um item difícil de usar ou reservado às maletas profissionais, o lápis para lábios pode, sim, ser um curinga da maquiagem. Ao contrário do que possa parecer, aplicá-lo não é só tarefa de expert e são muitos os benefícios que ele proporciona na hora de conseguir um resultado impecável no make.

 

Para responder às dúvidas mais comuns sobre lápis para lábios, conversamos com a maquiadora regional da Natura, Yolanda Reis. Ela deu várias dicas bacanas, ideais na hora de aplicar os Lápis para lábios de Aquarela. Olha só!

 

Lápis para lábios Aquarela, nas cores boca e terracota

 

Quem pode usar?

Boa notícia: não há contraindicação quando o assunto é contornar a boca com lápis. Mas quem tem lábios finos sai ganhando ainda mais, já que o produto ajuda a dar a impressão de volume. “É muito importante que a área esteja bem hidratada, o que melhora tanto a aplicação quanto o resultado final”, ressalta a maquiadora.

 

Quais são os principais benefícios?

Além de dar volume e delinear o contorno labial, o lápis é aliado para fazer o batom durar mais e não “escapar” para fora da boca. A textura macia e a cor intensa dos Lápis para lábios Aquarela, nos tons boca e terracota, permitem ainda preencher todo o lábio, sendo usado como batom.

 

Como devo aplicar o lápis?

O ideal é abrir a boca esboçando um leve sorriso. O lápis deve estar inclinado, a fim de traçar uma linha mais grossa e firme, mas sempre restrita aos lábios. Aplique uma camada mais suave e depois reforce, corrigindo imperfeições e marcando o contorno. “Sair do limite da boca para tentar engrossá-la nunca é boa ideia”, lembra Yolanda. Quando se trata de batons líquidos e gloss, outra dica bacana é aplicar o lápis no final. “São situações em que o lápis pode ser usado depois, para conter o pigmento e o brilho dentro dos lábios. Mas o traçado precisa ser mais fino e requer atenção para que as texturas não pareçam diferentes”, diz a maquiadora.

 

Aplicação do lápis para lábios

 

O lápis precisa ser do mesmo tom da minha pele ou do batom?

Não necessariamente. A cor nude é curinga para peles claras e a terracota para morenas e escuras. Ambas podem preceder batons vermelhos, por exemplo, desde que haja atenção extra na hora de aplicar. Ou seja, o batom deve praticamente cobrir o traço do lápis.

 

Gostou? Então que tal começar a treinar?

 

Fotos: Divulgação Natura